Notícias

Golden Visa Portugal

Partilhar Publicação:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Portugal tem atraído cada vez mais cidadãos estrangeiros, que pretendem investir ou residir no país.

No decorrer deste artigo iremos abordar o Golden Visa Portugal, dando a conhecer o seu impacto na especulação imobiliária do país, as regiões elegíveis para o efeito, assim como o processo de solicitação do visto e os documentos necessários ao processo. 

Como funciona o Golden Visa Portugal?

O Golden Visa Portugal, ou Visto Gold, conhecido oficialmente como Autorização de Residência para Atividade de Investimento (ARI), é uma modalidade de visto de residência em Portugal, destinada a estrangeiros que comprovem a realização de determinados tipos de investimento em Portugal.

Golden Visa Portugal e especulação imobiliária

Desde o dia 1 de janeiro de 2022 que o programa Golden Visa Portugal sofreu algumas alterações, que afetam significativamente o tipo de investimento realizado no país. Entre as principais alterações estabelecidas podemos destacar a restrição do investimento imobiliário nas grandes cidades portuguesas, como Porto, Lisboa e Algarve.

Um dos principais motivos que leva à restrição de investimento imobiliário nas grandes cidades portuguesas é o impacto do investimento no mercado imobiliário. O programa Golden Visa Portugal foi criado num momento em que o país ainda requeria investimentos estrangeiros e abandonava uma das maiores crises da história de Portugal. 

Contudo, com o desenvolvimento do turismo e com o incentivo para a compra de imóveis por parte de estrangeiros, surgiu um aumento significativo nos preços dos imóveis, tanto para compra como para arrendamento, o que levou ao abandono do território por parte dos moradores locais.

Ultrapassada a crise e com o país em constante crescimento até ao início de 2020, quando a medida de alteração foi aprovada, o objetivo estabelecido passava por reprimir a especulação imobiliária nas grandes cidades e levar à atração de investimento em regiões menos visitadas, como o interior do país e ilhas.

Cidades do interior de Portugal continental elegíveis ao Golden Visa

  • Alentejo Central – Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor -o -Novo, Mora, Mourão, Portel, Redondo,  Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas, Viana do Alentejo e Vila Viçosa.
  • Alentejo Litoral – Alcácer do Sal, Grândola, Odemira e Santiago do Cacém.
  • Algarve – Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Monchique e Vila do Bispo.
  • Alto Tejo – Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Marvão, Monforte, Nisa, Ponte de Sor, Portalegre e Sousel.
  • Alto Tâmega – Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira da Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.
  • Área Metropolitana do Porto – Arouca.
  • Ave – Cabeceiras de Basto, Fafe, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho. 
  • Baixo Alentejo – Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Barrancos, Beja, Castro Verde, Cuba, Ferreira do Alentejo, Mértola, Moura, Ourique, Serpa e Vidigueira. 
  • Beira Baixa – Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença -a-Nova e Vila Velha de Ródão. 
  • Beiras e Serra da Estrela – Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas, Meda, Pinhel, Sabugal, Seia e Trancoso. 
  • Cávado – Terras de Bouro e Vila Verde. 
  • Douro – Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Mesão Frio, Moimenta da Beira, Murça, Penedono, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real. 
  • Lezíria do Tejo – Chamusca e Coruche. 
  • Médio Tejo – Abrantes, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Sardoal, Sertã, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha. 
  • Região de Aveiro – Sever do Vouga. 
  • Região de Coimbra – Arganil, Góis, Lousã, Miranda do Corvo, Mortágua, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares. 
  • Região de Leiria – Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande. 
  • Região de Viseu Dão Lafões – Aguiar da Beira, Carregal do Sal, Castro Daire, Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, Tondela, Vila Nova de Paiva e Vouzela. 
  • Tâmega e Sousa – Baião, Celorico de Basto, Cinfães e Resende. 
  • Terras de Trás-os-Montes – Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.
  • Alto Minho – Arcos de Valdevez, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca e Vila Nova de Cerveira.

Como obter o Golden Visa Portugal?

O processo de solicitação do Golden Visa Portugal pode ser dividido em 4 passos:

1º Escolher o tipo de investimento

O primeiro passo é conhecer os tipos de investimentos enquadrados nos requisitos do Golden Visa e selecionar o mais adequado ao seu perfil de investidor.

2º Local de investimento

Além das restrições impostas desde 1 de janeiro de 2022, existem alguns benefícios para investimentos no interior do país. Deve conhecer as categorias de investimento em Portugal e as regiões do país antes de decidir o local ideal para investir.

3º Fazer o investimento

Tenha atenção aos métodos disponíveis para realizar o envio de quantias elevadas para o exterior. É importante analisar outras formas de pagamento. 

4º Solicitar o visto

O último passo será a solicitação do visto. O pedido só é feito após a concretização do investimento, por isso é importante realizar todos os passos anteriores antes de fazer o pedido e ter em atenção os documentos solicitados.

Documentos necessários à solicitação do Golden Visa Portugal

  • Passaporte válido;
  • Comprovativo de entrada e permanência em Portugal;
  • Comprovativo de proteção de saúde;
  • Certificado de registo criminal emitido pelo país de origem até 3 meses antes da apresentação dos documentos.
  • Comprovativo de número de Identificação Fiscal;
  • Requerimento para a consulta do registo criminal protugues preenchido;
  • Requerimento para a consulta do registro criminal português preenchido;
  • Declaração sob compromisso de honra, na qual o requerente declare o compromisso de manter durante cinco anos os investimentos no país;
  • Comprovativo de situação contributiva regularizada mediante apresentação de declaração negativa de dívida emitida, com uma antecedência máxima de 45 dias, pela Autoridade Tributária e Aduaneira e pela Segurança Social;
  • Recibo de pagamento da taxa de análise do pedido de Golden Visa Portugal (ARI).

Se pretender informações específicas sobre os nossos projetos envie-nos a sua mensagem.

Sem Comentários on Golden Visa Portugal

Comentar